História da Terapia Manual

A história das terapias manuais é tão antiga quanto à história do mundo. Desde que o mundo é mundo, mesmo antes de o primeiro primata ser classificado como primata, imediatamente após dar uma topada, o primata intuitivamente exerceu uma fricção vigorosa sobre a região atingida, com o objetivo de reduzir a dor. Em algum momento de nossas vidas sofremos alguma lesão, dor ou desconforto. Nossa reação instintiva é a de friccionar ou segurar a área afetada para diminuir a dor. Esta técnica básica foi desenvolvida através dos milênios até o sistema de terapias manuais que conhecemos hoje. Terapias manuais consiste em um conjunto de manipulação sobre os tecidos moles do corpo com fins terapêuticos. A maioria das culturas antigas praticava algum tipo de toque terapêutico. Em seus métodos de tratamento usavam ervas, óleos e formas primitivas de hidroterapia. A Arqueologia constata que na pré-história o homem promovia o bem-estar geral e adquiria proteção contra lesões e infecções por meio de fricções no corpo. Seriam os primórdios do que hoje se entende por terapia manual.

A terapia manual pode ter diversas finalidades:

  • Terapêutica é usada para auxiliar e ajudar em tratamento de doenças;
  • Desportiva é usada para manutenção, correção e prevenção de lesões em atletas profissionais;
  • Relaxante é usada para relaxamento físico e mental;
  • Estética é usada para o relaxamento da musculatura do rosto e seu embelezamento.

Quer experimentar nossos tratamentos, mas não sabe qual se adequa melhor a sua necessidade? Não tem problema! Nossos profissionais são treinados para indicar a melhor técnica assim como combina-las durante a terapia para que sua experiência seja inesquecível!

Creme ou óleo?

O creme é usado para ajudar no deslizamento das mãos sobre o corpo e a potencializar a terapia realizada.

O óleo essencial é usado para ajudar e promover o alívio de dores e doenças. Eles não são medicamentos, contém propriedades das plantas medicinais aromáticas e terapêuticas. Cada planta possui propriedades distintas para determinadas doenças. Os óleos essenciais não podem ser usados diretamente na pele, pois podem causar alergias e queimaduras. Desse modo, são preparados, quimicamente e vendidos.